Microencapsulamento de fitogênicos

Benefícios da encapsulação em nutrição animal

Inovação em todas as partes do processo produtivo

Na Delacon, a inovação não para após a produção de aditivos fitogênicos de alto nível. Nós vemos como nosso dever garantir uma estimulação controlada dos processos fisiológicos, a fim de fornecer o melhor apoio à digestão intestinal: não apenas a partir de uma formulação sofisticada de substâncias ativas eficientes, mas também estabelecendo uma estrutura resistente para nossos produtos.

 

Portanto, nossa equipe de pesquisa e desenvolvimento assegura uma avaliação contínua das tecnologias de ponta, para permitir que métodos patenteados estejam presentes em nossos produtos. O processo de microencapsulação não é exceção.

O que significa "microencapsulação" e para que é necessário?

O objetivo da microencapsulação é imobilizar e isolar uma substância alvo, e as vantagens são múltiplas: por um lado, a microencapsulação protege a substância da oxidação ou de qualquer outro processo degradante; por outro lado, a liberação da substância pode ser controlada, o que possibilita a atividade em local desejado.

Microencapsulação – favorável ou necessária?

Definitivamente necessária! Nossos aditivos fitogênicos consistem principalmente de óleos essenciais, saponinas, substâncias picantes e amargas. Especialmente os óleos essenciais são substâncias altamente voláteis, que é familiar para todos que usam seus efeitos aromatizantes diariamente na culinária ou para melhorar o clima da sala de estar. Ao incorporar aditivos fitogênicos à nutrição animal é crucial que essas substâncias voláteis não evaporem antes do consumo pelos animais, durante o armazenamento e ou processamento do alimento, mas que sejam liberadas no trato gastrointestinal dos animais. O processo de encapsulamento permite controlar a liberação dos princípios ativos no trato gastrointestinal.

“Um processo de microencapsulação adequado deve ser visto como um pré-requisito padrão ouro para aditivos fitogênicos de alta qualidade, ajudando a protegê-los contra a inativação.“

Microencapsulação na indústria de rações

Microencapsulação na indústria de rações

Proteção durante o processo de produção

Os aditivos alimentares microencapsulados possuem melhor proteção contra efeitos externos que ocorrem dentro dos processos de fabricação de ração, como mistura, peletização, etc. O vapor e o calor aceleram as perdas por evaporação, drasticamente. Assim, o encapsulamento pode evitar perdas de substâncias voláteis e sensíveis ao calor. Não menos importante do que a proteção durante o processamento de ração é a estabilização de substâncias ativas durante o armazenamento de alimentos. As substâncias ativas das plantas são protegidas contra à oxidação e reações indesejadas. A microencapsulação melhora, portanto, a estabilidade de armazenamento de aditivos alimentares.

Efeito específico no animal

Substâncias vegetais voláteis podem levar à redução do consumo de ração quando o sabor não é apreciado pelo animal. Isto é especialmente importante para animais sensíveis, como leitões e bezerros. A microencapsulação mascara sabores e, assim, melhora a aceitação de alimentos contendo ativos vegetais que possuam forte odor e sabor.

Naturalmente, a microencapsulação tem uma outra vantagem: permite a liberação controlada das substâncias no trato gastrointestinal do animal. Isto significa que o princípio ativo só atuará aonde deve.

Benefícios da microencapsulação

  • Proteção de substâncias voláteis contra evaporação prematura e prolongamento do tempo de armazenagem
  • Proteção de princípios ativos contra a oxidação e durante o processamento das rações
  • Controle da liberação de princípios ativos no trato gastrointestinal dos animais
  • Melhoria da aceitação da alimentação por mascarar sabores fortes

Diferentes métodos de microencapsulação

De acordo com as características da substância alvo e de acordo com o campo de aplicação, existem diversos procedimentos físicos e químicos que possuem diferentes vantagens e desvantagens.

Aqui está uma pequena seleção: uma das técnicas de microencapsulação industrial mais conhecida é referida como "pan coating", onde pequenas partículas são tombadas em um recipiente ou outro dispositivo, enquanto o material de revestimento é aplicado lentamente. Outro método usado para encapsular óleos essenciais é misturá-los homogeneamente em ácidos graxos hidrogenados e aprisionar estes óleos essenciais enquanto a emulsão esfria. Alternativamente, a substância ativa pode ser microencapsulada por "spray drying" e "fluidized bed", quando esta é suspensa em uma solução de polímeros e pulverizada com ar quente para formar partículas esféricas.

Qual é o resultado da microencapsulação?

O resultado das técnicas de microencapsulação são pequenas partículas esféricas de apenas 100-200 mícrons. As microcápsulas contêm a substância alvo envolta por um revestimento contínuo feito de um material diferente. O revestimento externo não consiste necessariamente de uma membrana ou um escudo distinto, mas também pode atuar como um apresentador da substância-alvo em uma matriz sólida, sendo possível envelopar com sucesso um material por outro.

Microencapsulação - complexo, porém importante

A microencapsulação é um processo importante para proteger substâncias vegetais ativas de efeitos desfavoráveis e degradantes. O processo de encapsulamento permite uma liberação controlada e direcionada e, portanto, é uma ferramenta na administração de aditivos fitogênicos.

No que diz respeito à produção de aditivos fitogênicos, a escolha adequada da tecnologia de encapsulamento é crucial: por um lado, um encapsulamento inadequado na ração animal não impede que substâncias ativas sejam evaporadas ou degradadas, mas por outro lado, substâncias ativas podem não ser liberadas no trato gastrointestinal quando encapsuladas de forma demasiada.